Início

O Vidas Ubuntu é um projeto promovido pelo Instituto Padre António Vieira e vencedor do Programa Cidadania Ativa, programa gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian e financiado pelo EEA Grants (Noruega, Islândia e Liechtenstein... +

Entre 24 e 28 de Maio de 2015, no âmbito da cooperação...
Histórias para contar   Um grupo de 18 jovens ADS do Centro...
Workshop Vidas Ubuntu Parceiros Internacionais
No dia 19 de Fevereiro, no Instituto de Ciências Sociais da...

Primeiro abre-se uma porta, do outro lado alguém nos espera com um sorriso e encaminha-nos até à sala onde vamos passar o dia. Depois das cadeiras colocadas em círculo aguardamos que cheguem...com desconfiança entram pela porta e encaminham-se para as cadeiras. ... +

Testemunhos

"Como é incrível uma pessoa que não conhece ninguém, que não sabe o que vai fazer diz que não gosta e que vai ser uma seca. E depois no decorrer do tempo a pessoa se apega muito a essas pessoas e não quer que acabe... Eu não queira que acabasse, não vou mentir. Aprendi muita coisa (…) uma só … a dar valor às pessoas." - Ruan Tenório, Aluno Curso Vocacional, Agrupamento Escola Marquesa de Alorna
"Eu não gostava nada daquilo porque estava a falar da minha vida e não queria que os outros soubessem. Mas depois comecei a gostar, comecei a sentir-me melhor, mais alegre, mais vivo. Então quando me deram a oportunidade de escolher, uns não tiveram vontade e foram embora, eu quis ficar, quis apresentar a minha história. E gostei da minha história e das dos meus colegas. Obrigado por terem ido à escola, eu gostei muito. Por um lado mudaram um dos problemas da minha vida e trataram-nos bem. Obrigado." - Mauro Matias, Aluno Curso Vocacional, Agrupamento Escola Marquesa de Alorna
"A noção de que eu existo quando estou com os outros ou quando, de alguma forma, sou útil para os outros e foi muito também o sentimento de amor, eles sentiam-se amados, aliás eles não queriam que a equipa se fosse embora." - Ana Galamba, Professora, Agrupamento Escola Marquesa de Alorna
"O projeto Vidas Ubuntu veio revolucionar, de certa forma, o Agrupamento de Escolas Marquesa da Alorna. É uma metodologia que teve imenso sucesso com as turmas dos cursos vocacionais do 2º Ciclo (…) Fomos projeto piloto e estamos muito felizes por termos sido escolhidos para sermos o projeto-piloto. O impacto que teve foi sobretudo ao nível das relações interpessoais e na partilha, na relação de confiança que se criou entre os vários alunos e mesmo entre a equipa pedagógica do projeto." - Fátima Matos, Técnica da equipa multidisciplinar, Agrupamento de Escolas Marquesa da Alorna
"Diariamente dou a conhecer a nossa intervenção no Projeto Viv@Cidade como forma de sensibilizar o outro, de que existe um lugar para todos nós enquanto protagonista nos diferentes capítulos desta história, ainda com o final por descobrir… Este projeto narra, na primeira pessoa, aquilo que dá valor à vida e move cada um de nós, retratando a diversidade e unicidade que nos confere enquanto indivíduo. Irá ser uma tarefa desafiante levar o Projeto Vidas Ubuntu para os seus Projetos Escolhas, mas certamente, será um “era uma vez” carregado de partilhas, olhares, cumplicidade e gargalhadas." - Raquel Azevedo, Monitora Cid Forma do Projeto Viv@Cidade
"Participar no Vidas Ubuntu é amar o outro como a mim mesmo, é “morrer para mim”, para que os outros tenham vida. Quantas vezes na vida damos à espera de receber? Pois bem participar no Vidas Ubuntu é “dar sem que a tua mão esquerda, saiba o que a tua mão direita esta a fazer”. Por outras palavras é dar sem estar à espera de receber, e é quando menos estamos a espera que mais recebemos!Investimos em vidas." - Milton Godinho, Formador Vidas Ubuntu
"Ser formadora Vidas Ubuntu é, mais do que tudo, conseguir pôr todos os nossos sentidos ao serviço do outro. É ver em vez de olhar, é sentir em vez de tocar, é relembrar e não só cheirar, é conseguir saborear e acompanhar e é escutar ao invés de ouvir. É despirmos-nos de quem somos para acolhermos quem os outros são. É acima de tudo, estar disponível!" - Mariana Sá, Formadora Vidas Ubuntu
"Ser formadora Vidas Ubuntu foi uma experiência muito enriquecedora que, me deu a conhecer contextos inimagináveis, mas o mais importante foi tomar consciência de que reconhecendo e valorizando a singularidade de cada um dos alunos ao longo do processo estamos a contribuir para a sã convivência e sentido de grupo, semeando valores que resgatam a nossa humanidade = ubuntu." - Eugénia Quaresma, Formadora Vidas Ubuntu