Início
 
 

Vidas Ubuntu Visita Parceiros Noruegueses

Entre 24 e 28 de Maio de 2015, no âmbito da cooperação bilateral incentivada pelo Programa EEGrants, uma delegação do Inst. P. António Vieira (IPAV), promotor do projeto Vidas Ubuntu, visitou Olso e teve a oportunidade de fortalecer os laços com a LIM, Likestilling, Integrering og Mangfol, ONG norueguesa, sua parceira neste projeto, financiado pela iniciativa EEGrants.

O excelente plano proposto por Sylo Taraku e Emina Briga, nossos anfitriões da LIM, e a simpatia com que a equipa foi recebida e acompanhada por todos os interlocutores noruegueses, superou as expetativas e contribuiu para ampliar a possibilidade de colaborações futuras. Apresentações, reuniões de trabalho, visitas e participação no Oslo Freedom Forum foram alguns dos exemplos concretos de ações desenvolvidas neste período. Foi uma experiência inesquecível marcada pela aprendizagem e inspiração adquiridas pela troca de experiências com a LIM, a Peace House, a HERO, a NOAS, o Helsinki Committee e ainda com os oradores do Oslo Freedom Forum

O nível de participação cívica e associativa e o empenho na defesa dos direitos humanos constituíram as principais evidências que nos tocaram, a partir da realidade norueguesa na área da cidadania e participação, onde cerca de 80% da população pertence a uma organização, associação ou grupo, desde muito jovens. Sendo a realidade portuguesa bastante distinta, torna-se particularmente útil usar o conhecimento adquirido neste domínio para servir de inspiração para projetos atuais e futuros.

Para além da LIM, nossa parceira, com quem aprofundámos as metodologias sobre storytelling utilizadas no Vidas Ubuntu e que partilharam connosco a sua experiência com os imigrantes/refugiados, tivemos oportunidade de conhecer a Peace House e o seu conceito inovador de “umbrella”, que tem como objetivo juntar uma grande parte do movimento pela paz no mesmo espaço. A necessidade de um movimento pela defesa da paz, mais forte e mais unificado tem sido evidenciado. A Peace House é um espaço que promove uma maior participação das organizações que trabalham no campo, através do debate sobre a política de paz.

As ONG HERO e NOAS apresentaram-nos as ações que desenvolvem no terreno no apoio aos imigrantes e refugiados. Marie Hansen, da HERO mostrou-nos o espaço e a dinâmica como que se organizam. Mais focada nos desempregados, a HERO procura dar resposta através de cursos que promovam a prática da língua norueguesa e trabalhem competências que facilitem a entrada no mercado de trabalho norueguês. A NOAS, apresentada por Florentina Gama, contribuiu para compreender como é feito o acolhimento aos refugiados na Noruega e quais as necessidades que existem nesta área.

Tivemos também oportunidade de participar no evento inesquecível - Oslo Freedom Forum, graças à nossa parceira LIM. Com oradores inspiradores e irreverentes, foi uma experiência bastante enriquecedora, com temas como a defesa dos direitos humanos, a educação, a liberdade de expressão, o preconceito, a imigração, o abuso de poder, entre outros. “Como podemos lutar por um mundo melhor, mais justo e mais digno? Que papel para as novas gerações? Como defender o direito à liberdade de expressão?” - foram desafios que trouxemos connosco, por representarem algumas das grandes preocupações do IPAV, enquanto ONG que promove a dignidade humana através da conceção e gestão de projetos de inovação social.

A visita a Oslo terminou com a reunião com Csilla Czimbalmos do Helsinki Committee, uma organização exemplar que procura apoiar os Estados na proteção dos direitos humanos dentro do seu próprio país. Foi uma experiência única a possibilidade de partilhar um pouco da realidade portuguesa e qual o impacto do Programa Cidadania Ativa nas organizações de economia social, nomeadamente nos projetos desenvolvidos pelo IPAV.

Durante estas visitas, o IPAV teve oportunidade de apresentar o Vidas Ubuntu nas várias organizações onde esteve presente. O projeto Vidas Ubuntu, tornado possível graças ao apoio da Noruega, através do Programa EEGrants, gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian, foi merecedor de bastantes elogios, o que nos encorajou a continuar a desenvolver e a melhorar este modelo de intervenção.

O Vidas Ubuntu é um programa inovador de apresentação, na primeira pessoa, de “histórias de vida” de jovens de comunidades imigrantes/minoritárias/vulneráveis/risco, através da metodologia do personal storytelling, conceptualizada a partir da filosofia ubuntu. Utiliza ferramentas de comunicação digital e oral, de gestão de projeto e autoconhecimento e contribui para a promoção dos valores democráticos, incluindo a defesa dos direitos humanos, direitos das minorias e da luta contra as discriminações.

Promove uma boa governação norteada pelo Bem Comum, onde todos têm lugar, contribuindo para uma sociedade mais justa e mais coesa, condição necessária para o desenvolvimento sustentável. O projeto ao envolver jovens de contextos vulneráveis, fortalece a coesão através de uma metodologia que reforça a sua participação e promove a integração. A diversidade cultural e igualdade de género são transversais a todas as atividades.

Neste programa de cooperação bilateral, com a troca de experiências com as instituições Norueguesas, comprovámos o poder das histórias de vida na construção da autoestima e de relações mais positivas, e da filosofia Ubuntu enquanto promotora dos valores que nos humanizam e contribuem para a construção de um mundo mais solidário. As pontes entre o IPAV e a LIM, a através deles, entre os dois países, Portugal e Noruega, ficaram mais fortes e permitirão novos desenvolvimentos futuros.