Início
 
 

Workshop Vidas Ubuntu

“O projeto Vidas Ubuntu veio revolucionar, de certa forma, o Agrupamento de Escolas Marquesa da Alorna”.

Foi desta forma algo emocionada que, durante o workshop de avaliação, Fátima Matos, técnica da equipa multidisciplinar do Agrupamento Escola Marquesa de Alorna, começou por descrever o impacto que o projeto (dedicado ao desenvolvimento de histórias de vida através da metodologia digital storytelling) teve em duas turmas dos cursos vocacionais do 2º Ciclo, durante o projeto-piloto Vidas Ubuntu que aconteceu entre Novembro e Dezembro de 2014.

O Workshop Vidas Ubuntu juntou parceiros, beneficiários, equipa de formação, professores e alunos num exercício de avaliação do projeto-piloto no Agrupamento de Escolas Marquesa da Alorna, no dia 16 de Dezembro nas instalações do CNAI. Fátima Matos esclareceu que “o impacto que o projeto teve foi sobretudo ao nível das relações interpessoais e na partilha, na relação de confiança que se criou entre os vários alunos e mesmo entre a equipa pedagógica do projeto.”

Ruan Tenório, aluno do curso vocacional de uma das turmas do projeto-piloto do Agrupamento de Escolas Marquesa de Alorna também partilhou a sua experiência com a audiência ao referir que apesar das reticências iniciais com o projeto, nos últimos dias “não queria que acabasse. Aprendi muita coisa (…) por exemplo … a dar valor às pessoas.” 

 

Mauro Matias também esteve presente no projeto como aluno e não ficou imediatamente convencido, “mas depois comecei a gostar, comecei a sentir-me melhor, mais alegre, mais vivo. Então quando me deram a oportunidade de escolher, uns não tiveram vontade e foram embora, eu quis ficar e quis apresentar a minha história”.

A professora Ana Galamba, recordou que a filosofia Ubuntu, inerente ao projeto fez com que os alunos abraçassem o mesmo com a “noção de que eu existo quando estou com os outros ou quando, de alguma forma, sou útil para os outros e foi muito também o sentimento de amor, eles sentiam-se amados, aliás eles não queriam que a equipa se fosse embora.”

Após a finalização da fase piloto, o Projeto Vidas Ubuntu volta ao espaço escolar em janeiro para levar a construção de histórias de vida e o digital storytelling aos alunos da Escola EB 2,3 da Alapraia, em São João do Estoril.